noticias Seja bem vindo ao nosso site O Santarritense Digital!

Mundo

Nos tempos de outrora

Publicada em 28/05/24 às 15:20h - 49 visualizações

O Santarritense Digital


Compartilhe
Compartilhar a noticia Nos tempos de outrora  Compartilhar a noticia Nos tempos de outrora  Compartilhar a noticia Nos tempos de outrora

Link da Notícia:

Nos tempos de outrora
 (Foto: Reprodução / Ferreomodelismo)
Nos tempos de outrora: 1940 e depois 1950, ou alguma coisa, aventurar-se a uma até Aparecida do Norte era coisa mais difícil de se fazer. 
Uma família, moradora da mesma fazenda que a nossa, depois da colheita do algodão, com a renda boa, resolvem partir via ferroviária até São Paulo, antes pegando o trem 911 aqui em Santa Rita indo até o Porto depois embarcaram na composição vinda de Descalvado, mas antes passando pelas estações de Laranja Azeda, Pirassununga, Souza Queiroz, Leme, São Bento, Elihu Root, Loreto, Araras, Remanso, chegando a Cordeiropolis donde fizeram baldeação no trem vindo da Alta Paulista e desembarcando na Estação da Luz em São Paulo. Isso já era quase ao anoitecer, pernoitando numa pensão na Rua Mauá, quase bem em frente a esta estação. Na manhã seguida, partindo via rodoviária pela empresa Pássaro Marrom até Aparecida do Norte.
Quanta novidade no trajeto meu Deus! Ao retornarem à fazenda, tinham muita novidade para contar. E assim se fez! Tiveram assunto por muito tempo.
Curioso que também, juntamente com meus avós maternos, isso em 1957, quando retornamos de Aparecida até a pensão próxima a Estação da Luz, meu avô, velho conhecedor da Capital, pôs-se a caminhar comigo pela cidade. Ao retornarmos passamos por uma feira livre, onde frutas de todas as espécies e de muitos lugares do mundo ali se encontrava. Da Espanha, figos prensados; damascos, maçãs argentina, até cheiravam de longe, e tantas outras.
Foi quando meu avô disse: “Compra a fruta que você quiser que o vô paga!”. Com saudade do meu quintal, pedi uma MANGA ROSA! O velho ficou furioso!
Caipira é outro nível! Fazer o quê?
Colaborou com esta matéria o escritor santa-ritense Argemiro Octaviano.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (19) 3582-6363

Visitas: 455826
Usuários Online: 18
Copyright (c) 2024 - O Santarritense Digital
Converse conosco pelo Whatsapp!