noticias Seja bem vindo ao nosso site O Santarritense Digital!

Cidade

Com raízes santa-ritenses, Dani Ruano realiza evento na Alesp sobre desafios e perspectivas das mulheres na indústria da moda

Pesquisadora e docente se destaca na área e possui uma carreira de prestígio

Publicada em 20/05/24 às 09:41h - 104 visualizações

O Santarritense Digital


Compartilhe
Compartilhar a noticia Com raízes santa-ritenses, Dani Ruano realiza evento na Alesp sobre desafios e perspectivas das mulheres na indústria da moda  Compartilhar a noticia Com raízes santa-ritenses, Dani Ruano realiza evento na Alesp sobre desafios e perspectivas das mulheres na indústria da moda  Compartilhar a noticia Com raízes santa-ritenses, Dani Ruano realiza evento na Alesp sobre desafios e perspectivas das mulheres na indústria da moda

Link da Notícia:

Com raízes santa-ritenses, Dani Ruano realiza evento na Alesp sobre desafios e perspectivas das mulheres na indústria da moda
 (Foto: Alesp – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo)
No mês de abril aconteceu na Alesp – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o evento intitulado “Desafios e Perspectivas das Mulheres na Indústria da Moda: Um Olhar sobre Trabalho e Meio Ambiente”, organizado pelo movimento Fashion Revolution Brasil, com a participação de diversas mulheres importantes e transmissão ao vivo no YouTube.
O evento discutiu, dentre outras coisas, os desafios dos direitos trabalhistas enfrentados pelas mulheres na indústria da moda, incluindo condições precárias, salários injustos e abusos físicos e emocionais, além do impacto ambiental da indústria da moda e como isso afeta desproporcionalmente as mulheres em todo o mundo, da produção ao descarte de produtos, as perspectivas de mudança e progresso: o movimento em direção à moda ética e sustentável liderado pelas mulheres e as iniciativas governamentais e da sociedade civil para políticas mais rigorosas.
Dani Ruano foi responsável por mediar a conversa e acrescentar muito de seu conhecimento ao evento, que ainda contou com a participação de Lívia Ferreira, coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Escravo da Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo – SRT/SP, das deputadas estaduais Ediane Maria (PSOL) e Marina Helou (REDE), Dafne Foster, estilista, Projetos Culturais e Sustentabilidade Ateliê säl e Ewa Poranga, Suéli Feio, diretora Costurando Sonhos e Co-Fundadora G10 Favelas e Paula Velasco, coordenadora Executiva Fashion Revolution Brasil. “Foi uma alegria produzir e mediar essa mesa de conversa para a semana Fashion Revolution. A semana é o maior evento ativista de moda, em que ações de ativismo são feitas pelo mundo todo”, disse a mediadora.
Pesquisadora em Moda, Sociedade e Urbanismo, docente no SENAC/SP e representante Fashion Revolution São Paulo, Dani Ruano nasceu em São Paulo e se mudou para Santa Rita do Passa Quatro aos 5 anos de idade. Filha de Darci Ap. De Paula Ruano e Jesuel Ruano, Dani começou a trabalhar ainda na faculdade, fazendo assistência de produção de moda para editoriais em revistas. “Trabalhei anos como stylist, produtora e consultora de moda criando imagem de moda para marcas, figurinos para bandas e videoclipes A área de moda é bem grande e diversa, durante minha trajetória tive oportunidade de passar pelo varejo onde atuei como visual merchandiser, na área e em algumas áreas correlatas, como publicidade, direção de arte e cenografia. Também trabalhei com pesquisa de tendências e produção de conteúdo para a TV”, conta Dani Ruano.
Mas Dani não parou por aí, se especializou com o mestrado e por isso hoje é docente da área, além de criar projetos culturais e educacionais e prestar consultoria para marcas, e ser ativista da moda. “Eu me considero ativista da moda desde 2007, quando morava em Londres e trabalhava em uma marca gigante de Fast Fashion e comecei a me deparar com notícias diárias sobre a exploração na indústria da moda, pessoas trabalhando em situações degradantes, na índia, em Bangladesh, etc... Acompanho o movimento desde que ele surgiu em 2013, e comecei a fazer ações ativistas em 2016, em São Paulo. Me juntei oficialmente em 2022, como representante aqui na cidade, depois retornei pra SP e me tornei representante lá”, complementa.
O Fashion Revolution é um movimento global que busca uma moda justa, transparente, que conserve o meio ambiente e pense nas pessoas acima do lucro. O movimento nasceu em Londres, em 2013, depois do desastre do Rana Plaza onde mais de 1100 pessoas, trabalhadoras da indústria, morreram no desabamento do prédio enquanto trabalhavam. O prédio já estava condenado e as pessoas, em situação análoga a escravidão. “Isso é, pessoas em situação de extrema vulnerabilidade, ganhando menos que o mínimo para sobreviver, não podiam parar de trabalhar. Foi um dos maiores crimes da indústria da moda”, relata.
Sobre Santa Rita do Passa Quatro, Dani relembra: “Meus avós e minha mãe são de Santa Rita, passei parte de minha infância e adolescência na cidade. Nessa fase minha mãe sempre me incentivou a fazer ballet, jazz, piano, fui aluna do Studio Arte e Movimento. Essa proximidade das artes nessa fase me fez uma apaixonada por arte e cultura. Eu acho legal estar um pouco por aqui e por aí, tanto que já escrevi para vocês sobre moda. Gosto de voltar para a cidade compartilhar minhas experiências, criar projetos e me envolver com a cultura no município. Faço parte do Conselho de Cultura da cidade, acho importante essa troca entre o micro e o macro e luto para que a cultura seja vista como parte importante da educação para os jovens e para a economia da Terrinha”, diz Ruano em entrevista a este semanário.
 Ainda sobre o evento, Dani fez questão de complementar a importância da mesa de conversa. “Foi uma oportunidade para promover o diálogo e a colaboração entre diversos setores interessados para criar uma indústria da moda que respeite os direitos das mulheres e proteja nosso precioso planeta para as gerações futuras”, finaliza.
No próximo mês de junho, Dani Ruano estará em Santa Rita do Passa Quatro para realizar uma oficina de figurino na cidade e mais informações serão publicadas nas próximas edições do jornal O Santarritense.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (19) 3582-6363

Visitas: 455825
Usuários Online: 18
Copyright (c) 2024 - O Santarritense Digital
Converse conosco pelo Whatsapp!