noticias Seja bem vindo ao nosso site O Santarritense Digital!

Brasil

Polícia Civil investiga funcionária da Secretaria Estadual da Educação de SP por desvio de verba de vale-alimentação

Segundo a investigação, mais de R$ 41 mil podem ter sido desviados, e o primeiro caso de peculato pode ter ocorrido em 2021.

Publicada em 31/05/24 às 09:13h - 72 visualizações

Por Lívia Martins, TV Globo — São Paulo


Compartilhe
Compartilhar a noticia Polícia Civil investiga funcionária da Secretaria Estadual da Educação de SP por desvio de verba de vale-alimentação  Compartilhar a noticia Polícia Civil investiga funcionária da Secretaria Estadual da Educação de SP por desvio de verba de vale-alimentação  Compartilhar a noticia Polícia Civil investiga funcionária da Secretaria Estadual da Educação de SP por desvio de verba de vale-alimentação

Link da Notícia:

Polícia Civil investiga funcionária da Secretaria Estadual da Educação de SP por desvio de verba de vale-alimentação
 (Foto: Reprodução/redes sociais)
A Polícia Civil de São Paulo deflagrou, na quarta-feira (29), a Operação Deméter para cumprir mandados de busca e apreensão contra Driele da Silva Teixeira, funcionária pública suspeita de desviar recursos do vale-alimentação de servidores da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo.

A pasta e a Controladoria Geral do Estado (CGE) receberam denúncias internas e avisaram a Polícia Civil. Driele pode ser uma das líderes do esquema. Mais de R$ 41 mil podem ter sido desviados, e o primeiro caso de peculato teria ocorrido em 2021.

Os mandados foram cumpridos em imóveis no Largo do Arouche, na região central de São Paulo, e na Estrada das Lágrimas, no Sacomã, na Zona Sul. Além disso, a casa da Driele também foi alvo de busca e apreensão.

Segundo a Polícia Civil, diversos cartões de alimentação foram apreendidos. A polícia também pediu o afastamento da servidora pública e a quebra do sigilo telemático dela.

O g1 tentou contato com Driele da Silva pelas redes sociais, mas, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta.

O que dizem a secretaria e a CGE
A Secretaria da Educação (Seduc) e a Controladoria Geral do Estado (CGE) informaram ter atuado em conjunto na apuração de uma denúncia de irregularidades no gerenciamento do vale-alimentação dos servidores da pasta.

"A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) informa que a funcionária desempenhava a função de assessora técnica na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) desde outubro de 2013. A partir de 2020, passou a cuidar exclusivamente do Vale Alimentação. A funcionária foi afastada do cargo e o processo de exoneração está em andamento".Ainda conforme a pasta, após constatar o uso indevido do benefício, a Seduc encaminhou os dados à CGE.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (19) 3582-6363

Visitas: 455847
Usuários Online: 7
Copyright (c) 2024 - O Santarritense Digital
Converse conosco pelo Whatsapp!